Espaços de cura: como cultivá-los na VIDA 🫂

Espaços de cura: como cultivá-los na VIDA 🫂

Reconhecendo nossos espaços 🔭

Começamos esse post já te perguntando: você consegue dizer rapidinho quais são os espaços onde você se sente integral e completa? 

Vamos exercitar: respira fundo e imagina um cantinho onde o tempo passa devagar, onde você se sente em paz consigo mesmo.

Imaginou?

Esses são os espaços de cura, verdadeiros refúgios onde podemos nos reconectar com nossa essência mais profunda. É nesse clima de serenidade que podemos refletir sobre nossas emoções, entender nossas necessidades e nutrir nossa alma.

Qual é o endereço desse lugar? 🤔

 

👉 Um espaço de cura é um ambiente físico, emocional ou mental onde indivíduos podem encontrar tranquilidade, restauração e renovação. 

É um lugar onde se pratica o autocuidado, respeitando limites, ouvindo sentimentos e construindo uma relação de amor-próprio

Esses espaços podem ser criados tanto individualmente quanto em comunidade, e são essenciais para promover o bem-estar e a saúde integral.

Nos espaços de cura, somos convidados a praticar o autocuidado com carinho e consciência. Isso significa:


🤝 respeitar nossos limites

💞 ouvir nossos sentimentos 

💫 construir uma relação de amor-próprio

Ao dedicarmos esse tempinho a nós mesmos, fortalecemos nossa capacidade de enfrentar os desafios do dia a dia de cabeça erguida.

💬 Mas como é que a gente cria esses espaços maravilhosos na correria da rotina?

A resposta está mais ao nosso alcance do que imaginamos. 

Reserve alguns minutinhos todos os dias para se reconectar consigo mesmo. Pode ser através da meditaçãoda escrita terapêutica ou até mesmo dando uma pausa para simplesmente respirar fundo — e tomar um Super Cacau.

A ideia é encontrar atividades que nos tragam conforto e paz interior, e incorporá-las ao nosso dia a dia com carinho e comprometimento.

💡 Dica: a resposta reside na simplicidade do nosso dia a dia. Começa com pequenos gestos, entendendo que a disciplina é um compromisso consigo - resultante em benefícios para a sua vida.

Construa seus espaços de cura em 3 passos 🪜

Ok, estamos falando bastante desses espaços. 

Mas, afinal, como faz para construir eles do zero?  Vem ver:

🌱 Cultive a consciência: esteja presente no momento, consciente de suas necessidades e limites. Aprenda a dizer não quando necessário, sem sentir culpa. Respeitar nossos próprios limites é fundamental para nossa saúde mental e emocional. 

💡 Dicas: reserve alguns minutos todos os dias para praticar a atenção plena ou a meditação. Pratique dizer não de maneira assertiva em situações que vão além dos seus limites.

🌸 Nutrir a autocompaixão: assim como cuidamos dos outros, devemos nos cuidar com a mesma ternura e compaixão. Permita-se sentir todas as emoções, sem julgamento. Ouça suas necessidades emocionais e atenda a elas com gentileza e aceitação. 

💡 Dicas: você pode escrever uma carta para si, expressando gentilmente suas emoções e reconhecendo suas próprias qualidades. Pratique a autocompaixão ao tratar-se com a mesma gentileza que trataria um amigo querido. Ao perceber pensamentos autocríticos, substitua-os por afirmações amorosas e encorajadoras.

🌟 Crie rituais de autocuidado: reserve momentos no seu dia para se reconectar consigo mesmo. Pode ser ao acordar pela manhã, antes de dormir, ou em qualquer momento que você sentir necessidade. Explore atividades que nutrem sua alma, como caminhar na natureza, ler um livro inspirador, ou simplesmente saborear uma xícara de chá quente.

💡 Dicas: faça uma caminhada tranquila ao ar livre, ler um capítulo de um livro que você ama antes de dormir, ou dedicar alguns minutos para praticar técnicas de respiração profunda e relaxamento.

Ao incorporar esses rituais de autocuidado à sua rotina diária, você está construindo os alicerces dos seus espaços de cura.